Suspeitos de assassinato de universitária são condenados a 17 anos e 3 meses de prisão


Os dois acusados da morte da universitária Larissa Gonçalves de Oliveira, de 21 anos, foram condenados a 17 anos e 3 meses de prisão em regime fechado por homicídio triplamente qualificado e por ocultação de cadáver. O julgamento do empresário José Roberto dos Santos Freire, de 38 anos, e do garoto de programa, Valdeir Bispo dos Santos, de 25, terminou na noite desta terça-feira (5) no Fórum de Cambuí, no Sul de Minas. A universitária foi sequestrada, agredida e morta em outubro de 2015. Veja mais na reportagem de Matheus Monteiro.




Comentários