Goleiro Bruno Fernandes não vai acompanhar nascimento da filha


A Justiça de Varginha proibiu o goleiro Bruno Fernandes de acompanhar o nascimento da filha dele, que está previsto para os próximos dias. O advogado de Bruno pediu a liberação do atleta apenas durante o parto, mas o juiz Maurício Navarro Bandeira de Mello, da Comarca de Varginha, negou o pedido. Ele disse que não poderia dar tratamento diferenciado ao detento.




Comentários